Tarifa de cobrança da água deve mudar


Publicado em 01/11/2017 Gabinete do Prefeito Secretaria da Administração Secretaria de Finanças e Planejamento Secretaria de Obras e Trânsito Municipal Fonte: Aline Haag


Estão adiantados os levantamentos de custos da manutenção do serviço de abastecimento de água em Sinimbu. Esta semana, através do Decreto 2.255, o Poder Executivo determinou a instalação de hidrômetros em todas as residências de consumidores que ainda não possuem a leitura mensal do consumo de água. Segundo a Administração Municipal, esse serviço é essencial para que possa ser colocado em prática um novo tipo de cobrança da taxa, pois se tratando de consumo, a intenção é cobrar apenas a quantidade de metros cúbicos utilizados por cada consumidor.

Segundo o secretário de Administração, Finanças e Planejamento, Carlos Backes Filho, além de verificar uma defasagem nos custos do fornecimento de água, também se viu a necessidade de cobrar conforme o consumo. A intenção da Administração Municipal, baseado no custo do fornecimento, é cobrar uma taxa que faça frente aos custos fixos e o consumo de água proporcional aos metros consumidos. Exemplificando, deverá existir uma taxa mínima para todos os consumidores e, além disso, acrescentada a essa taxa o valor do metro cúbico consumido.

A partir de agora deverão receber hidrômetros todas as residências que ainda não possuem a leitura, pois isso é fundamental para que o serviço possa ser cobrado de maneira mais justa. A mudança no formato de cobrança da taxa deverá ocorrer a partir de 2018.

PrefeituraSinimbu
Forma de cobrança será alterada em 2018. (Aline Haag)